Digite seu e-mail abaixo, e alavanque sua vida – e seu negócio – para o próximo nível!
* Anti-SPAM: Seus dados nunca serão vendidos nem repassados para terceiros.

Entrevistas Negócios Oportunidades

Tesouro Direto Descomplicado com Educador Financeiro Rafael Seabra

Por

O Tesouro Direto é um programa de negociação de títulos públicos a pessoas físicas por meio da internet, sendo considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura.

Infelizmente, raramente o seu gerente do banco irá incentivar você à aplicar em Títulos Públicos diretamente nessa fonte, no Tesouro Direto.

Isso se dá por um motivo bem simples: o seu banco quer que você invista através dele, de forma que retenham uma taxa de administração dos seus investimentos.

Você não apenas perde dinheiro com essas taxas, mas acaba, na grande maioria das vezes, não se protegendo da inflação.

Não é à toa que o lucro líquido de bancos nacionais são exorbitantes. Por exemplo, em 2014 o Itaú Unibanco teve lucro de R$ 20,242 bilhões.

Se você está lendo este artigo é muito provável que você seja um empreendedor inteligente, que busca formas de gerar ativos, os quais não apenas rendam dinheiro para você ao longo do tempo mas que também o proteja da inflação.

Seu Bate-Papo Sobre Tesouro Direto Descomplicado Com Rafael Seabra:

Neste Bate-Papo #12, da nossa categoria de Bate-Papos & Entrevistas, gravado com o educador financeiro Rafael Seabra em Bangkok, Tailândia, você aprenderá uma forma alternativa de como se proteger da inflação, e de como investir no Tesouro Direto de forma descomplicada.

Coloque esse vídeo no seu site (copie e cole o código HTML)

Os assuntos importantes que você aprenderá neste vídeo:

  • O que é a inflação e por que ela é o maior vilão do cidadão brasileiro no cenário atual;
  • Por que você está perdendo dinheiro, se aplicado na poupança;
  • A previdência privada realmente é um bom investimento para aposentadoria?;
  • Como e por que o gerente do seu banco está escondendo o jogo de você;
  • Como investimentos de renda fixa (no seu banco) aparentemente atrativos podem fazer com que você perca dinheiro;
  • O que é o Tesouro Direto e por que ele é a melhor alternativa de investimento de renda fixa no momento?;
  • Como aplicar diretamente na fonte de forma descomplicada;
  • Como proteger o seu dinheiro contra inflação, ou caso o seu banco quebrar;
  • Qual o teto que você de fato receberia de volta se, por ventura, o seu banco quebrar?;
  • E muito mais

Muitos não têm culpa por não saber lidar com o dinheiro, já que não é algo que aprendemos na escola ou na faculdade e, muitas vezes, nem mesmo aprendemos dentro de casa.

No entanto, é de nossa responsabilidade buscarmos o conhecimento correto sobre o dinheiro e os processos de enriquecimento que o norteia, o que inclui proteger o seu dinheiro contra a inflação, para atingir a sua liberdade financeira.

E esta é uma das grandes diferenças entre as pessoas que estão indo em direção às suas liberdades financeiras e as que continuam patinando.

Se você também realmente quer aprender estas estratégias, proteger o seu merecido patrimônio investindo no Tesouro Direto de forma descomplicada e inteligente, recomendo fortemente que você assista aos vídeos do Tesouro Direto Descomplicado do Rafael Seabra.

Agora eu tenho uma pergunta para você…

Você tem dúvidas sobre como começar a investir no Tesouro Direto?

Deixe sua contribuição nos comentários abaixo.

Um forte abraço,

Marcus Lucas - Assinatura  

“O Tesouro Direto é um programa de negociação de títulos públicos a pessoas físicas por meio da internet.

Para o pequeno investidor, o Tesouro Direto é considerado uma opção de investimento de baixo custo e segura, já que os títulos públicos são considerados os ativos com menor risco em uma economia.” – InfoMoney

Sua Transcrição: Tesouro Direto Descomplicado

Marcus Lucas: Olá, pessoal! Aqui é o Marcus Lucas, fundador do Libertação Digital, o lugar para você alavancar seu negócio e sua vida ao máximo.

Eu estou de novo com o Rafael Seabra. A primeira entrevista ainda não foi publicada no blog, ou foi feita lá no Recife?

Rafael Seabra: Sim, lá na minha terra natal!

Marcus Lucas: É, depois, a gente fez uma entrevista em Railay Beach.

E agora, a gente vai falar um pouco sobre a inflação, mas antes disso, o Rafael Seabra, para quem não conhece ainda, ele é o fundador do Quero Ficar Rico, um blog com mais de 300.000 visitantes mensais, e do curso Tesouro Direto Descomplicado.

Também, ele é autor do Como Investir Dinheiro, que é um livro digital sobre finanças, que é fantástico, eu já li ele. Muito obrigado pela cortesia!

E também, ele é um dos maiores educadores financeiros do Brasil. Então, obrigado Seabra! E vamos conversar, então, já direto ao ponto?

Rafael Seabra: Tranquilo! Vamos lá!

Marcus Lucas: Por que a inflação, que no ano passado, a inflação de 2014 foi de 6.41%, que é muito alto para pessoas físicas e empresas também.

Rafael Seabra: Está.

Marcus Lucas: o que é a inflação e por que ela é uma droga na nossa vida?

Rafael Seabra: Está: De uma forma bem simples, a inflação, ela é meio que um imposto que é cobrado da gente, sem ele ter sido regulamentado. Então, o que acontece?

Se você tem um dinheiro, no começo do ano, você tem 100 reais no começo do ano, e você não investe aquele dinheiro, aquele dinheiro fica parado, no final do ano, ele vai valer os mesmos 100 reais, sendo que o que aconteceu com o preço das coisas que você compra?

O preço das coisas que você compra, ela sobe ao longo do ano, e isso aí é impactado diretamente pela inflação. Então, se você tinha 100 reais no começo do ano e faz 100 reais de compra, usa aqueles 100 reais para fazer compras de determinados produtos com aquele dinheiro.

No final do ano, se você usar aqueles mesmos 100 reais, você não vai conseguir comprar aqueles mesmos itens que você comprou no começo do ano, por quê?

Porque o preço das coisas que giram ao seu redor, nesse caso específico aí, subiram, em média, 6,41%, que foi justamente a inflação do ano passado: O ano de 2014. Então, a inflação representa isso: A variação do preço das coisas que a gente consome em relação ao nosso dinheiro.

Então, se a gente não protege o nosso dinheiro da inflação, se a gente não investe o nosso dinheiro para que ele esteja se protegendo da inflação, à medida que o tempo vai passando, o nosso dinheiro vai valendo cada vez menos. Então, de forma geral, seria isso.

Marcus Lucas: E agora, o pessoal vai perguntar assim: “Está. Eu tenho aquele dinheirinho ali na poupança.”

Então, hipoteticamente, se a gente tem 100 reais no início do ano, e a inflação fosse de 10%, no final, ia ser 90 reais.

E no caso do pessoal, no Brasil, que coloca esse dinheiro na poupança, se protege de alguma forma? Qual é o problema?

Rafael Seabra: Este foi um exemplo muito bom, Marcus, porque muitas pessoas acham que colocar o dinheiro na caderneta de poupança está protegendo eles. E o que acontece?

Só para você ter uma ideia, no mesmo período que você falou agora, no ano de 2014, a variação da poupança, a rentabilidade da poupança, foi de 6,18%, e a inflação foi de 6,41%. O que é que significa?

Que você perdeu dinheiro ao ter deixado seu dinheiro aplicado na poupança, porque a inflação subiu mais do que a variação do seu investimento na caderneta de poupança.

Então, de uma forma bem prática, seu dinheiro diminuiu do ponto de vista do seu poder aquisitivo.

Então, por mais que ele tenha rendido um pouco, a inflação subiu acima dele, de modo que aquele dinheiro compra menos coisas do que ele compraria antes, no começo do ano. Então, isso aí é um problema muito sério para quem investe apenas na caderneta de poupança.

Marcus Lucas: É, então, para quem deixa o dinheiro guardado debaixo do sofá…

Rafael Seabra: É pior ainda.

Marcus Lucas: Ou na poupança, está perdendo dinheiro, por causa da inflação.

Rafael Seabra: Exatamente.

Marcus Lucas: E agora, a gente vai chegar em um ponto interessante, que é: Qual é a diferença, ou quais são as vantagens em relação à previdência privada?

Porque muitas pessoas querem se aposentar, então, acham que é uma boa opção. É uma boa opção?

Rafael Seabra: Está. Vamos falar sobre isso aí então. Só para fechar essa questão da poupança, porque tem 2 coisas: Além da rentabilidade ser pior, eu acho que isso aí já deveria definir para você que a poupança não é um bom investimento.

Muitas pessoas se apegam à caderneta de poupança, por conta da isenção que ela tem sobre o imposto de renda. Mas é como eu estou dizendo a você: Mesmo com a isenção do imposto de renda, a rentabilidade dela ficou abaixo da inflação.

Então, por isso aí, ela já deveria ser descartada.

Em relação à previdência privada, ela também não é uma boa aplicação, por quê?

Porque incidem sobre a previdência privada várias taxas administrativas: Taxas de administração, taxas de carregamento e, em alguns casos, até taxas de saída, de modo que com o passar do tempo, o seu administrador do plano de previdência privada, que é uma seguradora, mas geralmente, eles estão vinculados aos bancos, eles vão tirando parte daquele seu dinheiro à medida que o tempo vai passando.

E quanto mais tempo aquele dinheiro vai ficando lá dentro, mais essas taxas têm impacto. Elas vão sempre impactando sobre o montante total, não é só sobre a rentabilidade ou o que você investiu naquele ano, é sempre sobre o total.

Então, com o passar do tempo, aquela taxa vai dando uma mordida cada vez maior sobre um dinheiro que é investido em algo que você tem acesso, você mesmo poderia estar investindo por conta própria, sem precisar estar utilizando um plano de previdência privada por isso aí.

Marcus Lucas: Normalmente, nos bancos, obviamente, tem uma série de tipos de investimento que a gente pode aplicar nosso dinheiro para tentar se proteger de alguma forma.

E conversando com ele, tem um dos investimentos que eu fiz uma aplicação, e nesse investimento, ele rende 9% ao ano,

Rafael Seabra: Aham.

Marcus Lucas: Mas ainda tem as taxas administrativas, que podem ficar menores que a inflação.

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: Então, muitas vezes, a gente pode achar que está fazendo uma coisa sábia,

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: Mas fora as taxas, pode acabar sendo pior, e a gente se sente um pouco enganado, não é?

Rafael Seabra: Sim. A sensação é justamente essa, porque tem 2 questões: A gente é enganado, por oferecerem à gente produtos de baixa qualidade financeira, porque eles têm taxas muito altas, taxas que são até… que não deveriam ser cobradas.

Elas são abusivas! Eu considero que são abusivas, de tão altas que elas são.

E por uma outra questão, que eu acho que esse é o mais sério dos problemas: É que o banco pega o seu dinheiro para investir em algo que você, como pessoa física, poderia investir diretamente, sem intermediação do banco.

Eu acho que esse é o grande, vamos dizer assim, segredo guardado a 7 chaves, e quando eu falo isso, não é porque é um segredo não, porque está acessível para todo mundo, mas que você nunca vai ver o gerente do seu banco.

Por exemplo, recomendando esse tipo de investimento: Um investimento que você pode ir lá, diretamente, investir onde o banco investe, e para isso, ele cobra uma taxa de você.

Você pode chegar lá e investir diretamente, sem precisar do banco para intermediar isso aí.

Marcus Lucas: É, eu acredito que as pessoas que estão assistindo esse vídeo têm bastante interesse em não serem enganadas por bancos, e eu, obviamente, também me senti extremamente frustrado, e o Rafael Seabra já, há anos…

Rafael Seabra: Aham.

Marcus Lucas: Me senti frustrado lá no início, e tu começou essa carreira para relucidar um pouco mais sobre como a gente pode investir melhor.

Então, agora que a gente já sabe o que é inflação, a gente vê como a gente pode perder dinheiro ao longo do tempo, e também que a poupança pode não ser uma boa opção, como a previdência privada, existem algumas soluções,

Rafael Seabra: Sim, claro!

Marcus Lucas: Que o Rafael, do Tesouro Direto Descomplicado, já citou, que é investindo diretamente na fonte. Então, fala um pouquinho para nós sobre a solução, que é o Tesouro Direto.

Essa solução seria o investimento em títulos públicos, que no Brasil, isso acontece através do Tesouro Direto. O Tesouro Direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional, exclusivamente para pessoas físicas. Então, basta você ter um CPF e uma conta corrente.

Marcus Lucas: O que é o Tesouro Nacional?

Rafael Seabra: O Tesouro Nacional é o órgão do Brasil que regula toda essa parte da economia brasileira.

Então, só para você entender a parte bem técnica, o que é quando você investe em títulos públicos? O que é que você está fazendo?

Você está comprando, é como se estivesse emprestando dinheiro para o seu próprio país. Você está emprestando dinheiro não é para um banco, não é para uma instituição financeira qualquer, não é para uma empresa qualquer, é para o seu próprio país, que é o órgão que gerencia todo o dinheiro do país.

Então, emprestar o dinheiro para o seu país, em outras palavras, investir em títulos públicos, por meio do Tesouro Direto, é a forma mais segura, do ponto de vista das aplicações financeiras, que você pode investir o seu dinheiro.

Isso em qualquer país, quando você compra títulos do próprio país, é a forma mais segura de se investir dinheiro.

Então, quando você utiliza o Tesouro Direto e investe em títulos públicos, você está fazendo isso:

Você está dando um dinheiro para o seu país, você está aplicando dinheiro nesses títulos, comprando esses títulos, para que depois de um certo prazo, ele devolva aquele valor para você, corrigido por alguma taxa, ou algum indexador que a gente pode falar um pouco mais na frente.

Marcus Lucas: Então, vamos já falar direto, agora, sobre riscos.

Rafael Seabra: Está.

Marcus Lucas: Que obviamente, tem vantagens, e qualquer tipo de investimento vai ter algum tipo de risco.

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: Então, quais são os riscos do Tesouro Direto, comparado com a poupança e outros tipos de investimentos por bancos normais?

Rafael Seabra: Essa é que é a grande característica do Tesouro Direto, porque se você compara ele com as outras aplicações de renda fixa também, e aí, eu não estou falando de renda variável, não estou falando de imóveis, não estou falando de outros tipos de investimentos. Eu estou alinhando ele só com as aplicações financeiras de renda fixa.

Então, em relação à poupança, ele tem um risco muito parecido, na verdade, na minha opinião, é um risco menor, porque a poupança, ela tem uma garantia de quê?

De que se você tiver investido até 250000 nela, e o banco quebrar, você tem esse dinheiro de volta.

Marcus Lucas: O Rafael, criador do curso Tesouro Direto Descomplicado, já mencionou, rapidamente, que a gente pode se proteger da inflação.

Rafael Seabra: Sim, sim, claro!

Marcus Lucas: Que é a parte que eu achei mais atrativa desse tipo de investimento.

Rafael Seabra: Então, quando a gente fala de inflação do Brasil, de forma geral, quando fala em inflação do Brasil, a gente está falando do IPCA. E para refletir a inflação brasileira, o Tesouro IPCA também é medido por esse aí.

Mas a grande sacada do Tesouro IPCA é o seguinte: Não é que ele só varia para você a inflação.

Você pode pensar: “Ah, então, eu invisto nele, e ele só vai me dar a inflação, mas eu não estou dando ganho nenhum.” Não, essa que é a grande sacada dele.

Ele protege seu dinheiro, ou seja, seu dinheiro vai variar o que a inflação variar, e ele ainda acresce seu dinheiro, mantendo uma taxa fixa.

Então, ele diz, por exemplo: A gente vai conseguir encontrar títulos que vão render 6% ao ano mais a inflação.

Então, você pensa: Na poupança, renda 6,18% ao ano. Vai ter títulos públicos que rendem 6% ao ano mais a inflação. Então, é uma baita proteção, uma baita rentabilidade.

No momento atual, a gente está gravando essa entrevista agora, aqui, em abril de 2015, então, em abril de 2015, você vai ter um título que está rendendo 6% ao ano mais a variação da inflação, que isso aí está dando acima de 13% ao ano. Então, isso é mais de 1% ao mês.

Isso é uma rentabilidade altíssima quando a gente está falando de renda fixa. Uma rentabilidade garantida para você.

Marcus Lucas: Eu acho interessante, porque obviamente, pessoas que moram no Brasil, pessoas que moram fora do Brasil, uma das coisas que mais apavoram é a inflação,

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: E quando a gente pode pelo menos saber que o nosso dinheiro vai estar protegido de alguma forma, que vai continuar tendo um poder aquisitivo decente, que faz esse título mais atrativo e é uma das formas, eu acredito, de poder ficar um pouquinho mais tranquilo

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: Sabendo que o dinheiro vai estar lá, e vai estar protegido, e vai estar rendendo alguma coisa, e não está simplesmente em uma poupança, ou em um… de renda fixa que está gerando menos que a inflação.

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: E o pessoal perdendo dinheiro, não é?

Então, o Tesouro Direto é uma ótima solução para quem realmente quer proteger os seus investimentos. E obrigado, Rafael, pelo tempo!

Rafael Seabra: É um prazer!

Marcus Lucas: E o Rafael Seabra, ele tem um treinamento, que é o Tesouro Direto Descomplicado, onde ele fala bastante o passo a passo de como acessar e ter o passo a passo de como investir no Tesouro Direto.

E, também, ele vai explicar como é que a gente faz para declarar, depois no imposto de renda, que é extremamente importante para ficar completamente legal no Brasil.

Rafael Seabra: Sim.

Marcus Lucas: Então, quem tiver interesse, dá uma olhada nesse curso do Rafael, o Tesouro Direto Descomplicado.

Obrigado, Rafael!

Rafael Seabra: Grande Marcus!

Marcus Lucas: Falou! Até mais.

Rafael Seabra: Tchau, Marcus.

Marcus Lucas: Tchau.

Fique Atualizado, É 100% Grátis!

Gostou deste artigo? Então digite seu e-mail para receber atualizações:

Você tem dúvidas sobre como começar a investir no Tesouro Direto? Deixe as suas dúvidas ou contribuições nas discussões abaixo. 🙂

ARTIGOS RELACIONADOS
OSAKA, JAPÃO

Marcus Lucas, além de Mestre em Sistemas de Informações Globais e Telecomunicações pela Waseda University, Japão, é empreendedor digital nômade e autor, apaixonado por automação de negócios e lifestyle business.

Assine nosso Canal do YouTube!

Assine para receber novos vídeos quando postados no Canal:

Instagram
  • Você já se imaginou criando algo pela internet que permita com que você possa trabalhar de casa ou de qualquer lugar do mundo?Há 10 anos atrás arrisquei criar algo próprio do zero, praticamente enquanto joguei no lixo dois diplomas (um de graduação e outro de mestrado). .E, naquele processo de arriscar, escutei muitos amigos e entes queridos me chamando de louco.Felizmente, apesar dos erros também vieram os acertos.E aqueles que me chamaram de louco agora estão enfurnados em um escritório trabalhando, muitos sendo mal pagos, enquanto posso viajar o mundo e trabalhar em projetos que eu tenho paixão.Portanto, seja louco, meu amigo.#nomadedigital #nomadesdigitais #ganhardinheiroonline #negociosdigitais #empreendedores #negocioonline #viajantes #templos #kiyoto #japao #culturajaponesa
  • Nunca pensei que poderia estar em uma das melhores formas da minha vida aos 35 anos..É quando percebemos novamente que o poder está na nossa mente..Seja para melhorarmos nossa saúde, corpo, relacionamentos ou negócios..Não desista, persista. Você é sensacional!.#osaka #saude #saudeemocional #fitness #transformacao #nomadesdigitais #japão #mudançadevida #mudançadehábitos #academia #nopainnogain #jejumintermitente
  • Such a cute temple. #temple #japan #namba #religion #osaka #spirituality #japanesetemple
  • Study hard play harder. The only westerner in our class. #japanese #japaneselanguage #osaka #osakajapan #japan #language #languagelearning #classmates #classmate #international #internationalfriends

Follow Me!

Fique Atualizado!

Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações gratuitamente: