Digite seu e-mail abaixo, e alavanque sua vida – e seu negócio – para o próximo nível!
* Anti-SPAM: Seus dados nunca serão vendidos nem repassados para terceiros.

faça o que você ama
Aprendizado Mentalidade Negócios

Faça o Que Você Ama e o Dinheiro Será Consequência. É Fácil?

Por

“Faça o que você ama, e o dinheiro será consequência!” Será que é fácil? Não exatamente.

Sem dúvidas, você já ouviu isto antes, mais provavelmente, de algum guru destes que ministram cursos sobre como lidar com as mais diversas situações do cotidiano, ou de algum coach que ensine a “viver uma vida melhor”.

Para a maioria das pessoas, “faça o que você ama” não funciona como uma estratégia para se criar grande abundância financeira.

É apenas um outro mito fomentado por gurus hipócritas e ditos professores de coaching sobre a vida, os quais provavelmente tenham apenas em torno de 3 clientes e, em breve, poderão estar falidos.

Se você é como eu, “faça o que você ama” não é uma opção.

Poucas pessoas possuem uma habilidade para construírem uma carreira fora do conceito de “faça o que você ama”, razão pela qual a Via Expressa é uma alternativa tão importante.

Pense no que você ama, e então, pense: Será que alguém pagará por isto? Você é suficientemente bom a ponto de ganhar dinheiro fazendo isto?

É mais provável que não seja.

Se você tem dúvidas no que diz respeito a fazer o que ama é o que traz como consequência o dinheiro, continue lendo, pois este post foi pensado para você!

Este artigo é uma adaptação do original “Do What You Love And the Money Will Follow!” It’s BS!, que você poderlá ler clicando aqui.

Faça o Que Você Ama e o Dinheiro Será Consequência. É Fácil Assim?

Veja meu exemplo: eu adoro jogar basquete, mas eu sou péssimo nisto.

Não posso fazer do meu amor pelo basquete uma carreira.

Eu adoro tocar piano, mas de novo, eu sou péssimo nisto.

Existem muitas coisas que eu amo fazer, mas nas quais sou péssimo!

Se alguma vez, eu quisesse converter uma destas paixões em uma carreira, eu precisaria de tempo e dinheiro ilimitados, pois ninguém me pagaria um centavo por isto. Quem suportaria esta ineptidão?

E foi isto o que me levou a escrever meu livro. Eu adoro escrever.

O livro representa um sonho de “fazer o que eu amo”, e a realização deste sonho foi possibilitada pela via expressa.

Veja mais detalhes clicando aqui.

Se eu precisasse de um livro não concluído para pagar minhas despesas, eu não tenho certeza se este as pagaria, você compreendeu?

“Faça o que você ama” por dinheiro, frequentemente, não é suficientemente bom.

Nós mesmos não somos bons o bastante, ou ainda, porque tantas pessoas estão fazendo o que amam, que o mercado para este produto ou serviço já está saturado, tendo como resultado um pagamento insatisfatório.

As pessoas pagam para terem suas necessidades e desejos supridos.

Elas não pagam para satisfazer a necessidade que você tem de “fazer o que você ama”.

As pessoas pagam por soluções, não pela sua satisfação pessoal.

Por exemplo, meu livro e meu gosto por escrevê-lo possibilitaram que eu unisse o útil ao agradável, já que não precisei da confirmação de que ganharia dinheiro com ele para conferir se eu tinha verdadeiras habilidades para este fim.

Se esta frase foi muito complicada de entender, você entende meu ponto de vista. Talvez eu apenas não seja bom o bastante.

Quer eu venda 10 livros, quer venda 10 milhões deles, meu livro é uma confirmação de que “fiz o que eu amo”, independentemente de minha competência.

A via expressa permitiu que o “dinheiro” fosse excluído da equação. Agora, não preciso ser pago para fazer o que amo. Simplesmente o faço.

A diferença da via expressa

O mercado não se importa com o que quer que seja sua paixão.

O mercado dá créditos àqueles que têm o poder de prover soluções e suprir necessidades.

Se fazer o que você ama não supre uma necessidade, ninguém pagará você para fazê-lo.

Se você não pode investir naquela sua paixão como um serviço pelo qual alguém lhe pagará, ela não é útil.

O Lebron James é pago para jogar basquete porque ele é bom neste esporte.

O destino da Via Expressa é separar do seu conceito de “faça o que você ama” a confirmação de que ganhará dinheiro se o fizer.

Por causa da Via Expressa, e se meus tornozelos o permitissem, eu poderia jogar basquete 7 dias por semana.

Eu não preciso ser pago para “fazer o que amo”, pois posso fazê-lo gratuitamente.

E quanto a você? Que tipo de coisas você ama? Videogames? Ensinar seus filhos em casa? Fazer esculturas? Ser um operador da Bolsa de Valores? Realizar trabalhos voluntários para a igreja?

Se você é um dos poucos sortudos que conseguem ganhar uma quantia por alguma atividade específica que você ame, glória a você! E parabéns!

Pode ser que você não precise de uma via expressa, e uma via lenta poderá ser suficiente.

Mas para aqueles dentre nós que não conseguem transformar seus amores em dinheiro, existem outras alternativas oferecidas pela via expressa.

Este método implica reposicionar suas metas e visões, a fim de atingir melhores resultados, e estes resultados transformarão sua vida diária em algo de que você irá gostar.

Se você não pode ser pago por realizar alguma atividade específica, você precisa identificar um porquê, ou uma meta específica que transforme sua vida diária em uma busca deste resultado.

Qual é o seu porquê? Por que você está fazendo o que faz?

O porquê de seguir a Via Expressa

Para mim, os meus porquês são estes:

  • “Eu quero ser meu próprio chefe”
  • “Eu quero pagar as despesas de minha mãe”
  • “Eu quero acordar pela manhã sem um despertador tocando”
  • “Eu quero escrever um livro, algum dia, sem a pressão de ter de ganhar dinheiro com ele”

Estes porquês podem transformar as atividades de sua vida diária em motivação.

A metamorfose de se “fazer o que se ama” precisa andar de mãos dadas com a via expressa.

Conclusão

Ao se pensar em criar um negócio não se deve ir pelo impulso do “faça o que você ama“, mas sim de atender a uma necessidade.

Claro que, se o que você ama atende a uma necessidade, o processo ficará muito mais facilitado.

E para que se atinja o objetivo o mais rapidamente, é necessário ter a clareza dos motivos que você está fazendo o que faz, ou seja, os seus porquês.

Tendo-se a clareza dos seus porquês, ficará muito mais fácil realizar qualquer atividade.

Tão importante quanto fazer o que se ama é amar aquilo que você faz.

Compartilhe conosco…

Cada um de nós possui motivos diferentes. Quais são os seus porquês?

Comente abaixo, compartilhando quais são os seus porquês e quais são as coisas que você ama fazer.

Receba nossos vídeos assim que forem postados. Para isso, assine nosso canal do Youtube.

Compartilhe este artigo com seus amigos nas suas redes sociais, clicando nos botões abaixo e ajudando outras pessoas.

Um forte abraço,

MJ DeMarco - Assinatura  

Fonte: http://www.fastlaneentrepreneurs.com/2010/do-what-you-love-and-the-money-will-follow/

“Persiga um ideal, não o dinheiro. O dinheiro vai acabar indo atrás de você” – Tony Hsieh

Fique Atualizado, É 100% Grátis!

Gostou deste artigo? Então digite seu e-mail para receber atualizações:

Quais são os seus porquês? O que você ama e Comente abaixo e compartilhe sua experiência! 🙂

ARTIGOS RELACIONADOS
OSAKA, JAPÃO

Marcus Lucas, além de Mestre em Sistemas de Informações Globais e Telecomunicações pela Waseda University, Japão, é empreendedor digital nômade e autor, apaixonado por automação de negócios e lifestyle business.

Assine nosso Canal do YouTube!

Assine para receber novos vídeos quando postados no Canal:

Instagram
  • Na entrevista para cursar MBA, um professor americano com PhD me fez a seguinte pergunta:."Como você se imagina daqui 5 anos?".Parei um pouco para pensar... e respondi: "Infelizmente, eu não tenho uma resposta que agradará você.".O professor me olhou de forma surpresa e pediu para que eu elaborasse mais..Então prossegui:."Nasci no interior do Rio Grande do Sul, ao sul do Brasil, e não tinha a mínima ideia que viajaria o mundo....Nunca imaginei que faria um Mestrado no Japão, nem tinha ideia de que poderia criar meu próprio negócio....Se me perguntasse o que faria naqueles 5 anos seguintes, também nunca teria imaginado que escalaria até o campo base do Monte Everest....Nem mesmo que conheceria países maravilhosos como as Maldivas, Índia, Lituânia, Vietnã, Cingapura, e muitos outros..No seu caso, provavelmente você não sabia que daria aulas em uma renomada Universidade em Bangkok, não é mesmo?.Portanto, eu seria ingênuo se respondesse a sua pergunta... pois eu não tenho a mínima ideia de onde estarei daqui 5 anos.".O professor parou... e depois falou:."Sim, também penso desta forma! Me identifico bastante com você.".Fui aceito..Como diria o Bruce Lee - Seja água, meu amigo!.#nomadesdigitais #negocios #negociosonline #marketingdigital #aprendersempre #estudo #internetlifestyle #trabalheemcasa
  • Você já se imaginou criando algo pela internet que permita com que você possa trabalhar de casa ou de qualquer lugar do mundo?Há 10 anos atrás arrisquei criar algo próprio do zero, praticamente enquanto joguei no lixo dois diplomas (um de graduação e outro de mestrado). .E, naquele processo de arriscar, escutei muitos amigos e entes queridos me chamando de louco.Felizmente, apesar dos erros também vieram os acertos.E aqueles que me chamaram de louco agora estão enfurnados em um escritório trabalhando, muitos sendo mal pagos, enquanto posso viajar o mundo e trabalhar em projetos que eu tenho paixão.Portanto, seja louco, meu amigo.#nomadedigital #nomadesdigitais #ganhardinheiroonline #negociosdigitais #empreendedores #negocioonline #viajantes #templos #kiyoto #japao #culturajaponesa
  • Nunca pensei que poderia estar em uma das melhores formas da minha vida aos 35 anos..É quando percebemos novamente que o poder está na nossa mente..Seja para melhorarmos nossa saúde, corpo, relacionamentos ou negócios..Não desista, persista. Você é sensacional!.#osaka #saude #saudeemocional #fitness #transformacao #nomadesdigitais #japão #mudançadevida #mudançadehábitos #academia #nopainnogain #jejumintermitente
  • Such a cute temple. #temple #japan #namba #religion #osaka #spirituality #japanesetemple

Follow Me!

Fique Atualizado!

Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações gratuitamente: